O tabaco e o motociclismo desportivo


Barry Sheene a fumar!

As restrições a que desde há muito a publicidade ao tabaco está sujeita deixaram uma brecha aberta para os desportos motorizados que durou até ao inicio do século XXI.


O facto de a poderosa indústria tabaqueira estar limitada nas suas opções publicitárias, libertou verbas que durante bastante tempo foram muito importantes para a manutenção das estruturas que subsistiram na cena internacional do motociclismo.


Quando as restrições atingiram de forma definitiva, também, os desportos motorizados, os profetas da desgraça argumentaram que a falta destes patrocinadores iria condicionar o desenvolvimento, ou mesmo a manutenção, do motociclismo desportivo ao mais alto nível!


Enganaram-se, paralelamente as entidades promotoras criaram uma dinâmica profissional de comunicação que deu uma maior visibilidade e, consequentemente, outras fontes de receita que nos trouxeram até ao atual “status quo”.


Ainda assim não deixa de ser curioso o incremento de posição que as bebidas energéticas têm hoje no sponsoring do motociclismo desportivo, ocupando de alguma forma o lugar deixado vago pelo abandono forçado das tabaqueiras!


Icónica imagem de Harvey Williams aos comandos de uma BSA 125cc, Ilha de Man em 1952, "full throttle" enquanto abatia um cigarro

O caso extremo de Barry Sheene

Não deixa de ser curioso que, paralelamente, a personalidade pública dos pilotos também tenha mudado.


O grande Barry Sheene tornou-se o maior símbolo duma altura em que a imagem rebelde casava bem com o motociclismo desportivo, apareceu inúmeras vezes em fotografias com o cigarro na boca e chegou ao extremo de, ás escondidas, ter feito um buraco na queixeira dos seus primeiros capacetes integrais para poder fumar na grelha de partida.


Infelizmente veio a falecer aos 50 anos vitima de cancro do pulmão.


Imagens do capacete que Barry Sheene no acidente em 1974 Daytona onde se pode verificar o buraco na queixeira para poder fumar na grelha de partida!!! Como curiosidade, este capacete foi comprado em leilão em 2016 por 15.625 Libras!!!


Entretanto, desapareceram alguns grafismos e decorações que entretanto se tinham tornado icónicos. É algum desse folclore que, também, aqui queremos relembrar!


CAMEL

CHESTERFIELD

DUCADOS

FORTUNA

GAULOISES

HB

JOHN PLAYER SPECIAL

JOHNSON

LUCKY STRIKE

MARLBORO

ROTHMANS

SKOAL BANDIT

WEST

diminuido logo 02.png
  • Grupo
  • Página

© 2016-2020 por "MOTOSPOT Classic"