top of page

ARMSTRONG, prova da vitalidade criativa dos 80's

Texto: Luís Cardoso


ARMSTRONG CF 250cc, 1984


ARMSTRONG-CCM Motorcycles foi uma empresa que produziu motos na década de 80 do século passado.


Em 1981 comprou uma participação maioritária na CCM de Alan Clews, na mesma altura compraram à italiana SWM os direitos para produzir uma versão do modelo XN Tornado que serviu de base à ARMSTRONG MT 500cc que a marca vendeu ao exército inglês.


O mesmo modelo, dotado de motor de arranque, foi também vendido aos exércitos canadiano e jordano.


Durante os cerca de 8 anos em que esteve ativa, a marca produziu ainda motos de Trial, Trail e Motocross, num total de cerca de 3500 unidades.



Uma parte desta gama terá sido, a partir de 1983, produzida sob licença da BOMBARDIER Corporation que sub-contratou o desenvolvimento e produção de alguns modelos da sua marca CAN-AM Motorcycles.


A ligação entre as duas empresas era de facto importante, uma vez que as ARMSTRONG utilizavam motores da austríaca ROTAX, uma empresa do universo BOMBARDIER!


Em 1987, a ARMSTRONG-CCM vendeu o negócio militar à HARLEY DAVIDSON e a CCM regressou ao controle de Alan Clews.


ROTAX 250cc, 2T


Nial Mackenzie, Carlos Cardús e Donnie Mcleod


Em 1983, a ARMSTRONG, sob a batuta dos técnicos Mike Eatough e Barry Hart, projetou e construiu uma 250cc, equipada dum bicilindrico ROTAX (também utilizado por outras marcas), que tinha no recurso á fibra de carbono para a construção do quadro uma caraterística verdadeiramente inovadora.


Esta moto nas suas diversas evoluções teve sucesso desportivo no Reino Unido e, também, ao nível internacional.


Nial Mackenzie, Donnie Mcleod e Carlos Cardus foram alguns dos pilotos que obtiveram resultados de relevo aos seus comandos.


A venda do departamento de competição e respetivos direitos, incluindo planos, stock de peças e ferramentas, a Colin Hopper levou a que o mesmo produzisse e comercializasse os seus sidecar com os motores derivados dos ROTAX que equipavam a moto de corrida na versão CM36 de 350cc.


Esta empresa terá ainda produzido réplicas das 250cc e 350cc de corrida, posteriormente foi vendida a um fabricante de Super Kart que em 2009 passou este negócio para a RAVE Motosports.



PUB



Comments


bottom of page