• Grupo
  • Página

© 2016-2019 por "MOTOSPOT NEWS"

PUCH MC 250 Twin Carb

July 6, 2019

PUCH MC 250 Twin Carb (foto: Stephan LeGrand) 

 

Os motores 2T, até recentemente, podiam ter dois tipos diversos de admissão: no cilindro (cumprindo o pistão a função de válvula de admissão ou no cárter através de uma válvula rotativa solidária com a cambota).

 

 

Era aceite que a admissão no cilindro favorecia a banda de potência e que válvula rotativa favorecia a potência máxima. Por esta razão, normalmente os motores projetados para utilização off-road, regra geral, utilizavam a primeira solução, enquanto a segunda opção era mais usual na velocidade.

 

Harry Everts e a PUCH MC 250 Twin Carb, a combinação letal que resultou no primeiro, de 4, título do belga e construtor austríaco  (foto: Chris Malam)

 

Em 1974, o construtor austríaco PUCH contratou Harry Everts para pilotar uma moto inovadora com que alcançou a terceira posição no Campeonato do Mundo de Motocross na classe 250cc. No ano seguinte, aos comandos do estágio final da mesma moto, Everts sagrou-se Campeão do Mundo, um feito de enorme relevo, principalmente tendo em conta a pequena dimensão industrial da PUCH face aos seus rivais.

 

 A moto tinha vários requintes próprios de uma moto de fábrica como por exemplo a utilização de magnésio no cárter do motor e nos cubos das rodas. Mas, a característica que a tornou verdadeiramente exclusiva foi o facto de ter dupla admissão através de dois carburadores BING 32mm, um através do cilindro e o outro através de válvula rotativa! Os dois sistemas estavam desenhados para trabalhar em conjunto para dar origem a uma larga banda de potência. O motor reclamava uma potência máxima entre 42cv e 51cv, conforme as fontes!

 

Independentemente destes factos, todos estiveram de acordo em considerar esta moto um verdadeiro foguete, a abundância de potência deste motor tornava-a muito exigente do ponto de vista da condução e era necessário um bom nível para conseguir extrair o sumo deste conjunto.

Em 1976, a PUCH comercializou uma (verdadeira) réplica da moto de Everts que terá tido uma produção cerca de 100 unidades e que, pelo requinte de todos os materiais e acabamentos, era praticamente uma moto de fábrica.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

diminuido logo 02.png